segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Temer e o gauchinho de Ijui (RS)

Temer e Perondi

A ASCOM, Assessoria de Comunicação do Palácio do Planalto, informa a nação brasileira que o Presidente da República,  Michel Miguel Elias Temer Lulia, foi operado com sucesso no Hospital Sírio Libanês em São Paulo. 
Informações da equipe médica dão conta de que o Presidente queixava-se de constante desconforto e forte pressão no saco escrotal.
Do local foi retirado, após muita resistência, o deputado federal gaúcho Darcisio Perondi.
O material foi enviado para biopsia por suspeita de tratar-se de agressivo tumor maligno e certamente deixou ramificações no local.

(obs: copiado do blog do Prévidi)

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

VERGONHA!!!! - SENADO FEDERAL

Aécio Neves
Pronto. Mais uma etapa vencida. E dessa vez esse Senado disse ao que veio. Mostra a cara..e a bunda!!! Desfaçatez escrachada nos discursos em defesa de mais um bandido travestido de Senador da República. O povo brasileiro mostra-se indignado. Pois bem. Terão a chance de tirar da vida pública esse monte de lixo que senta-se nas cadeiras do senado para criar leis, regulamentos, dirigir nossas vidas, sempre atendendo aos interesses deles. A nós, não resta mais nada do que ficar no aguardo das próximas eleições e levar a lista dos que deverão ser alijados da vida pública. Já que o Judiciário compactua com tudo o que esta aí acontecendo, a nós resta votar certo. Não reeleja o Senador por seu estado. Elimine sumariamente esses bandidos não votando neles. Aí está a lista.

PRÓ-AÉCIO
CONTRA AÉCIO
Airton Sandoval (PMDB-SP)
Acir Gurgacz (PDT-RO)
Antonio Anastasia (PSDB-MG)
Alvaro Dias (Pode-PR)
Ataídes Oliveira (PSDB-TO)
Ana Amélia (PP-RS)
Benedito de Lira (PP-AL)
Ângela Portela (PDT-RR)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Antônio Carlos Valadares (PSB-SE)
Cidinho Santos (PR-MT)
Fátima Bezerra (PT-RN)
Ciro Nogueira (PP-PI)
Humberto Costa (PT-PE)
Dalírio Beber (PSDB-SC)
João Capiberibe (PSB-AP)
Dário Berger (PMDB-SC)
José Medeiros (Pode-MT)
Davi Alcolumbre (DEM-AP)
José Pimentel (PT-CE)
Edison Lobão (PMDB-MA)
Kátia Abreu (PMDB-TO)
Eduardo Amorim (PSDB-SE)
Lasier Martins (PSD-RS)
Eduardo Braga (PMDB-AM)
Lídice da Mata (PSB-BA)
Eduardo Lopes (PRB-RJ)
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Elmano Férrer (PMDB-PI)
Lúcia Vânia (PSB-GO)
Fernando Coelho (PMDB-PE)
Magno Malta (PR-ES)
Fernando Collor (PTC-AL)
Otto Alencar (PSD-BA)
Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
Paulo Paim (PT-RS)
Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)
Paulo Rocha (PT-PA)
Hélio José (PROS-DF)
Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Ivo Cassol (PMDB-RO)
Regina Sousa (PT-PI)
Jader Barbalho (PMDB-PA)
Reguffe (Sem partido-DF)
João Alberto Souza (PMDB-MA)
Roberto Requião (PMDB-PR)
José Agripino Maia (DEM-RN)
Romário (Pode-RJ)
José Maranhão (PMDB-PB)
Ronaldo Caiado (DEM-GO)
José Serra (PSDB-SP)
Walter Pinheiro (Sem partido-BA)
Maria do Carmo Alves (DEM-SE)
Marta Suplicy (PMDB-SP)
Omar Aziz (PSD-AM)

Paulo Bauer (PSDB-SC)

Pedro Chaves (PSC-MS)
Raimundo Lira (PMDB-PB)
Renan Calheiros (PMDB-AL)
Roberto Rocha (PSDB-MA)
Romero Jucá (PMDB-RR)
Simone Tebet (PMDB-MS)
Tasso Jereissati (PSDB-CE)
Telmário Mota (PTB-RR)
Valdir Raupp (PMDB-RO)
Vicentinho Alves (PR-TO)
Waldemir Moka (PMDB-MS)
Wellington Fagundes (PR-MT)
Wilder Morais (PP-GO)
Zezé Perrella (PMDB-MG)


Aécio Neves (PSDB-MG) - afastado  não votou

Eunício de Oliveira (PMDB-CE) -  pres.Senado
 não votou

OMISSOS - (em viagem )

Armando Monteiro (PTB-PE)
Cristóvão Buarque (PPS-DF)
Gladson Camelli( PP-AC)
Gleisi Hoffmann (PT-PR)
Jorge Viana (PT-AC)
Ricardo Ferraço (PSDB-ES)
Rose de Freitas (PMDB-ES)
Sérgio Petecão (PSD-AC)
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)


obs: em negrito os 24  Senadores citados na LAVA JATO.


                           

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

VERGONHA!!!! - SUPREMO JUDICIÁRIO FEDERAL

Simplesmente voltaram as costas ao povo brasileiro. Abra as opiniões proferidas por leitores de todos os órgãos de imprensa do Brasil. Unanimidade  em escrachar e opinar com propriedade a respeito do que o Supremo fez ontem. Uma peça teatral de péssimo gosto. Atores em vez de Ministros que deveriam tomar posição quanto a essa vergonha  que é o Congresso Nacional . O Supremo acaba de dar aval a toda essa roubalheira perpetuada por verdadeiras quadrilhas que são todos, sem exceção, os partidos políticos lá instalados. Roubar os cofres públicos acaba de ter a liberação oficializada pelo Supremo.  Ajoelharam-se ante aos interesses desses políticos ordinários que montaram verdadeiras quadrilhas dentro do Congresso Nacional.  ( Segundo eles, incluíndo o sr.Presidente da República, "conspiração contra a classe política") E o que mais causa surpresa são votos tais como o proferido pela "Ministra" Carmem Lúcia, cheia de firulas, cheia de vacilos, dando a entender que tudo já estava arranjado. Em certa altura, chegou a adiantar o voto de seu colega Ministro Marco Aurélio. Findada a peça teatral, 6 X 5 para eles todos. Zero para os demais cidadães brasileiros. E parabéns as srs. doutos ministros por mais esse escândalo escrachado onde ministros são primos de réus e proferem sentenças. Ministros que são ligados a escritórios advocatícios , entram em processos onde réus são seus clientes como se isso fosse algo mais natural ao ato de se fazer justiça. (Né  Sr.Gilmar Mendes?) Aqui, pode tudo pois afinal que mal tem ser padrinho de casamento de ladrão? 
Mas nem tudo está perdido. O Supremo com mais essa decisão abre o caminho de "no pasa nada" a vários políticos acusados na operação Lava Jato. A impunidade arranja no mais alto poder da república , aquele que tem a última palavra,como disse o Ministro Celso de Mello, munição para derrubar qualquer ato provocado pela Policia Federal e da PGR no sentido de prender essa canalhada toda. Vergonha!!Vergonha!!!Vergonha!!!!!
Em tempo: deram mais uma mãozinha a esse escroque internacional chamado Paulo Salim Maluf, o maior representante da corrupção brasileira, condenado pelo próprio STF e solto flanando dentro do Congresso Nacional.  Deveriam ter sugerido ao deputado tirar umas férias no exterior. Primeiro aeroporto que desembarcar as algemas estão a espera desse facínora, pois dentre outras coisas, a INTERPOL tem ordem de prisão espalhado contra ele pelos demais países do mundo. Aqui...anda pelas ruas sem que nada aconteça;


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Gracias a la vida , Violeta Parra....



Violeta Parra.
Violeta del Carmen Parra Sandoval, 04.10.1917   04.10.2017 - 100 anos . Gracias, por ter existido entre nós, Violeta Parra.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

CÓDIGO IMPLÍCITO

             



Aqui no Brasil, diferente dos Estados Unidos, não há tolerância com a arrogância nos negócios.
Lá é normal uma pessoa se vangloriar dos seus sucessos, ostentar suas conquistas e posicionar-se como um vencedor.
Aqui, se você fizer isso, é trucidado.
Então temos por aqui um código implícito que pouco tem a ver com aquilo que lemos nos livros de vendas e vemos nos filmes que tratam de negócios.

Algumas diferenças entre as duas culturas.

1. Objetividade

Por aqui você deve agir sem muita objetividade e usar um pouco de rodeios antes de entrar no assunto em si.

Acontece que muitas vezes essa fase de falar de tudo menos do que interessa toma tempo demais e isso é ruim para quem está na mesa.

Dentro da objetividade, que é um tópico mais complexo, eu encaixaria a falta de foco, foco esse que ambos os interlocutores tem que preservar pelo seu bem comum.

Mas como no nosso código social, precisamos falar de tudo menos do que interessa, para "esquentar a conversa" então o foco fica escondido sob algumas gordas camadas de dispersão que somente diluem sua energia.

2. Dinheiro e valores

Aqui no Brasil a questão do quanto vale ou quanto você ganha ou quanto eu cobro é tratada com todo cuidado.

Parece que falar de dinheiro por aqui é um tabu, quase uma vergonha.

Mas sabe de uma coisa? Isso não é somente por aqui não. Lembro de um empresário grego que queria vender seus serviços de turismo aqui e falei na lata quanto custaria para ele fazer uma campanha de captação de agência de turismo.

Falei logo no primeiro call. Ele ficou ofendido. Fazer o que..?

Prefiro falar logo do que gastar 8 reuniões até chegar na questão de valores e orçamento para aí sim a pessoa se ofender (geralmente fazem isso sumindo, depois de receber uma proposta).

Não sei as origens desse comportamento, mas também me sinto desconfortável em dizer na lata quanto valem meus serviços. Incrível isso, mas 30 anos operando à luz do mesmo código, você acaba sendo sua amostra mais perfeita.

De toda forma, mesmo desconfortável, falo de valores logo no primeiro encontro ou no máximo no segundo.

3. Sucesso

Aí que eu vejo a maior diferença entre culturas nos negócios. Aqui no nosso país, se você fizer sucesso, vai incomodar muita gente, inclusive dentro da sua casa.

Preto no branco: Sucesso agride. E aqui não digo apenas sucesso financeiro. Digo do seu sucesso pessoal, que pode ser um diploma, uma promoção, um novo emprego, uma nova habilidade, um reconhecimento, enfim tudo aquilo que você lutou para conseguir.

Ao conseguir, se você brandir para o universo a sua conquista, será invejado(a).

Até aí tudo bem. Isso é humano. Mas por aqui, creio que seja extrapolado.

Alardeie suas conquistas e prepare-se para lidar com uma legião de haters.

Não que alardear suas conquistas seja algo produtivo, mas é exagerada a reação dos odiadores.

Acredito que não agregue a ninguém você se auto promover, pelo contrário, reduz sua imagem.

Nos negócios, que é uma questão de confiança, você deve se posicionar e ser (importante isso) como alguém que pensa e age para o sucesso do seu cliente ou da empresa na qual você trabalha.

Aí sim, você será considerado. Pense nisso. Essa é uma mudança profunda que você pode buscar para ampliar seu raio de ação.

A partir do momento que seu sucesso advém como fruto do sucesso de quem você preza, você terá uma legião de adoradores.

Agora, com relação ao público externo, esqueça. Sempre haverá críticos e odiadores, por conta da pura inveja.

Mas enquanto os cães ladram, a caravana passa.

4. Retornos e atrasos

Melhorou nos últimos anos, mas por aqui no Brasil, chegar atrasado meia hora para uma reunião era normal (sabe como é o trânsito, né?).

Nunca me conformei com isso. Eu saio e chego na maioria das vezes com meia hora de antecedência e chego a passar vergonha por ter chegado tão mais cedo.

Prefiro isso, do que chegar atrasado para um encontro.

E essa mania de f...-se que a maioria age, não é só nos negócios, é na vida familiar e pessoal. Parece que por aqu, o tempo dos outros vale menos.

Isso tem a ver muito com a nossa cultura de baixa empatia, baixa solidariedade, baixa compaixão, baixa auto-estima.

Mas melhorou muito nos últimos 10 anos. Ainda há atrasos em tudo (em chegar na hora certa, em dar o retorno, em entregar um serviço) mas  bem menor do que antes. Pelo menos essa é a minha sensação.

5. Conhecimento e intelectualidade

Ser professor por aqui é sinal de ser um trabalhador sofredor que ganha pouco e ensina mal.

Não ensinamos dentro de casa aos nossos filhos o respeito devido aos outros e principalmente aos pais e professores.

Na Grécia, nós beijávamos as mãos dos nossos professores, pais e autoridades religiosas. Você deve aprender a se curvar frente à uma autoridade. Isso é fundamental para a formação do caráter e senso de civismo.

Aqui uma pessoa que anda com carro de luxo é tida como mais bem sucedida que uma pessoa que fez doutorado ou concluiu um MBA. Ambos não se devem ostentar, pelo que mencionei acima, mas dar publicidade aos seus bens materiais é tido como um sinal de "cheguei lá e você não."

Escrever um livro, dar aula em uma faculdade renomada, proferir palestras, defender teses, ou seja, dar publicidade a sua atividade intelectual também causa desconforto a outrem. É tido como um sinal de "eu ensino e você não".

Bem, nosso código é imperfeito, mas é esse.

Morei na Europa, onde me alfabetizei na Grécia e nos Estados Unidos, onde trabalhei como carregador de móveis para sustentar meus estudos.
Sou brasileiro e por mais que você tenha dificuldade em acreditar nisso, tenho muito orgulho do nosso país.
Somos o celeiro do mundo. Sim, não exportamos tecnologia. Exportamos comida. É mais importante.
Esqueça o noticiário. Não vai te ajudar em muita coisa.
Crie seu código de conduta pessoal e coloque as melhores pessoas nos seus raios de ação mais próximos e cresça.
A soberba precede a destruição.

Humildade, foco, trabalho árduo que chegaremos lá. E deixe falarem.

OBSERVAÇÃO: EXTRAÍDO DO BLOG - DOUTOR RUY ARMANDO GESSINGER - rs



quarta-feira, 27 de setembro de 2017